POR QUE MUDAMOS PARA A HOLANDA?

Em janeiro de 2016, eu e o João, meu marido, decidimos nos mudar para a Holanda. A decisão não foi tomada de uma hora para outra.. a gente já vinha amadurecendo a ideia de morar fora há algum tempo. A gente queria viver a experiência de morar em outro país, conhecer outra cultura e viajar muito. Havíamos cogitado mudar para os EUA, mas é difícil conseguir um visto permanente lá. Aí pensamos em Austrália, mas é muito longe e ficaria difícil para recebermos visitas. Por fim, achamos que o Canadá seria a melhor opção e começamos a correr atrás do processo de visto para mudar para lá.

Até que, em dezembro de 2015, nossos primos que moravam na Holanda estavam de férias no Brasil e, num encontro maravilhoso, nos falaram tudo sobre o país das tulipas. E aí, depois de pesquisar um pouquinho, vimos que a Holanda seria o nosso destino.

IMG_2343.JPG

A família do João tem descendência italiana e já estavam há alguns anos na fila para conseguir a cidadania italiana. Como queríamos nos mudar logo, o João contratou uma assessoria para fazer o processo diretamente na Itália, onde os documentos ficariam prontos mais rapidamente.

Durante 6 meses, nos programamos, organizamos, guardamos dinheiro e aprendemos tudo o que podíamos sobre a Holanda. E foi aí que, no dia 06 de junho de 2016, o João embarcou para a Itália para fazer a cidadania. Enquanto eu fiquei no Brasil esperando pelo momento certo de viajar.

Por que eu tive que esperar? Simplesmente porque, para viver na Europa, você precisa ter um visto e eu só conseguiria ele se o João já tivesse a cidadania italiana em mãos. Depois de 43 dias de espera e angústia, porque não sabíamos quando a cidadania ficaria pronta - poderia ser em 1 mês, 3 meses ou mais -, eu finalmente embarquei para a Holanda.

Nesse post, eu contei tudo sobre o meu visto, como tirei, quais documentos precisei, está tudo super explicado. Dá uma conferida!

Já estamos na Holanda há 2 anos e 6 meses. Simplesmente amamos morar aqui. O João trabalha na mesma empresa desde que chegou, fizemos um vídeo falando sobre o trabalho dele, e eu trabalho com meu canal do YouTube e redes sociais, além de ser dona de casa e futura MasterChef hahaha (quem me acompanha lá no YouTube sabe que eu amo cozinhar!).

Não sabemos por quanto tempo vamos ficar aqui, se é pra sempre ou se só por mais alguns anos.. por enquanto a gente vai vivendo, aproveitando e viajando. Uma hora a gente decide o que fazer da vida haha.

Dia do Rei, 2018

Dia do Rei, 2018

É importante lembrar que nosso caso é bem específico e por isso não sei falar sobre outros tipos de visto para morar aqui. Nós podemos morar na Holanda, ou em qualquer país da união europeia, porque o João tem cidadania italiana e eu, como esposa dele, tenho direitos também.

Fiz essa playlist completa com os vídeos mais técnicos sobre morar na Holanda, custo de vida, trabalho e mais.

Quando chegamos na Holanda, nossa primeira cidade foi Bloemendaal. Era simplesmente um lugar saído de conto de fadas.. cidade pequena, casas típicas, muita natureza e o único barulho que se ouvia era o canto dos passarinhos. Ficamos lá por 1 ano e mudamos, finalmente, para Amsterdam. Veja o tour pelo nosso primeiro apartamento na Holanda.

Por mais que a gente amasse morar em Bloemendaal, a cidade ficava longe de tudo, o apartamento era muito pequeno e o João gastava muito tempo para chegar no trabalho todos os dias. Agora em Amsterdam, ele está há 20 minutos de bicicleta do escritório e estamos perto dos nossos amigos. Veja o tour pelo nosso novo apartamento.


Essa é a nossa história!

Se vocês ficaram ainda com alguma dúvida ou curiosidade, deixa aqui nos comentários.

BEIJO